Últimas notícias
 
31 de Julho de 2012
Plano do governo israelense para enfrentar crise gera protestos
O primeiro-ministro israelense Benjamin Netaniahu.
O primeiro-ministro israelense Benjamin Netaniahu.
Reuters
Maria Emilia Alencar

Aumentos nos impostos de circulação de mercadorias, de imóveis e carros e do imposto de renda para quem ganha o equivalente a mais de R$ 4.510 estão entre as medidas anunciadas nesta segunda-feira pelo primeiro-ministro Benjamin Netaniahu para Israel minimizar os impactos da crise europeia na economia do país. O plano de austeridade desencadeou uma onda de críticas entre a população e até de integrantes do governo já que foram feitos cortes nos orçamentos de vários ministérios e reduzidos investimentos em infraestrutura e pesquisa. A correspondente da RFI em Israel, Daniela Kresch, explica que as medidas foram anunciadas diante da previsão de que a economia israelense também não deve escapar da recessão que atinge diversos países europeus.

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close