Últimas notícias
Justiça/Rússia - 
Artigo publicado em 02 de Agosto de 2012 - Atualizado em 02 de Agosto de 2012

Músicos britânicos pedem justiça para as roqueiras russas do Pussy Riot

Nadezhda Tolokonnikova (e), Maria Alyokhina (d) e Yekaterina Samutsevich, do grupo de punk rock russo Pussy Riot, podem pegar até sete anos de prisão.
Nadezhda Tolokonnikova (e), Maria Alyokhina (d) e Yekaterina Samutsevich, do grupo de punk rock russo Pussy Riot, podem pegar até sete anos de prisão.
REUTERS/Sergei Karpukhin

RFI

Vários grupos de pop e rock do Reino Unido lançaram nesta quinta-feira um apelo ao presidente russo Vladimir Putin, que estará hoje em Londres, para um julgamento justo das integrantes do banda de punk russa Pussy Riot. Três das cinco jovens que integram o grupo foram detidas há cinco meses por cantar uma "oração punk" contra o líder russo na catedral de Moscou e podem pegar sete anos de prisão.

Em uma carta aberta publicada hoje pelo jornal britânico The Times, os músicos pedem um processo justo para as garotas. Fazem parte do protesto bandas de pop e rock britânicos como Pet Shop Boys, o vocalista do Pulp, Jarvis Cocker, o vocalista do Franz Ferdinand, Alex Kapranos, o ex-guitarrista dos Smiths, Johnny Marr, e a cantora de folk Corinne Bailey Rae.

Para os músicos, as acusações contra as garotas são "grotescas". Na carta aberta, eles dizem que a dissidência é um direito na democracia e consideram "totalmente fora de proporção" a possibilidade que elas recebam a pena de sete anos de prisão.

"Maria, mãe de Deus, tire Putin"

Nadezhda Tolokonnikova, de 22 anos, Yekaterina Samutsevich, 29 anos, e Maria Alyokhina, 24 anos, são acusadas de vandalismo. As três jovens são julgadas por cantar no dia 21 de fevereiro, encapuzadas, com guitarras e alto-falantes, uma música intitulada "Maria, mãe de Deus, tire Putin" no interior da catedral do Cristo Salvador, em Moscou.

No total, cinco integrantes do grupo Pussy Riot participaram da ação, mas a polícia prendeu apenas três delas. Uma nova audiência do julgamento contra começou na última segunda-feira na capital russa.

 

tags: Justiça - Música - Punk Rock - Pussy Riot - Reino Unido - Rússia - Vladimir Putin
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close