Últimas notícias
Irã/ONU - 
Artigo publicado em 26 de Setembro de 2012 - Atualizado em 26 de Setembro de 2012

Presidente iraniano ataca Israel na Assembleia Geral da ONU

Presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad durante discurso nas Nações Unidas.
Presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad durante discurso nas Nações Unidas.
REUTERS/Mike Segar

RFI

O presidente iraniano usou novamente da tribuna da Assembleia Geral das Nações Unidas para atacar seus inimigos. Durante seu discurso nessa quarta-feira, Mahmoud Ahmadinejad disse que seu país vive sob a ameaça militar dos “bárbaros sionistas”, em uma alusão direta à Israel e à pressão internacional sobre seu programa nuclear.

Em seu oitavo discurso diante da Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente iraniano aproveitou a tribuna aberta para defender mais uma vez o programa nuclear de seu país. Em uma intervenção que durou mais de meia hora, ele criticou as nações que tentam boicotar as atividades atômicas de Teerã. "A ameaça contínua dos sionistas bárbaros de recorrer à ação militar contra a nossa grande nação é um exemplo claro dessa realidade cruel", disse Mahmoud Ahmadinejad

As declarações são uma resposta à posição israelense, mas também norte-americana, sobre a atividade nuclear iraniana. A comunidade internacional teme que Teerã esteja construindo uma bomba atômica e Estados Unidos e Israel não descartam a possibilidade de atacar as centrais do Irã para evitar a possível realização da arma fatal. Ahmadinejad garante que seu programa tem fins puramente pacíficos.

Ahmadinejad também usou a tribuna da ONU para pedir a criação de uma comissão de investigação independente para estabelecer “a verdade” sobre os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. Ele também reclamou do que qualifica de "políticas e ações hegemônicas do sionismo mundial".

Na segunda-feira o presidente iraniano disse que Israel “não tinha raízes” e que mais cedo ou mais tarde o país seria “eliminado”. O discurso de Ahmadinejad é feito no dia do Yom Kippour, uma das festas mais importantes do calendário judeu. O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu fará seu discurso na ONU nessa quinta-feira e já prometeu responder aos ataques do Irã. 

Washington boicotou a intervenção do líder iraniano e não enviou nenhum representante. Na véspera, Barack Obama disse que seu governo fará o que for necessário para evitar que Teerã obtenha armas nucleares

 

tags: Armas Nucleares - Assembleia - Israel - Nações Unidas - República Islâmica do Irã
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close