Síria/crise - 
Artigo publicado em 05 de Outubro de 2012 - Atualizado em 05 de Outubro de 2012

Rebeldes sírios afirmam controlar base aérea perto de Damasco

Prédios destruídos por forças leais ao presidente Bashar al-Assad, na cidade de Aleppo
Prédios destruídos por forças leais ao presidente Bashar al-Assad, na cidade de Aleppo
REUTERS/Shaam News Network/Handout

RFI

Os rebeldes anunciaram, nesta sexta-feira, a tomada da base aérea, que servia como centro de operações para as Forças Armadas da Síria. Em um vídeo postado no site Youtube, dezenas de insurgentes aparecem diante do prédio, utilizado como centro de controle da base aérea próxima à capital do país. No local foram encontradas centenas de munições, além de mísseis prontos para serem utilizados pelo regime contra os rebeldes.

Segundo os insurgentes, o prédio abrigava munições e uma grande quantidade de mísseis. No vídeo disponibilizado na Internet, é possível ver uma parte do prédio em chamas, de onde sai uma densa fumaça negra. No documento, um rebelde armado afirma que a base está localizada na região de Ghouta e o ataque ao prédio foi efetuado por um batalhão de insurgentes, vindos da cidade de Douma, no leste de Damasco.

Nos últimos dias, por causa dos intensos combates contras as forças leais à Bashar al-Assad, os rebeldes adotaram uma postura defensiva e se refugiam cada vez mais nos bairros localizados no leste da capital, o que explicaria a presença do batalhão de insurgentes na base aérea.

Os mísseis, mostrados no vídeo pelos rebeldes, são armamentos de médio alcance pelo solo e pelo ar. Segundo especialistas, é pouco provável que os rebeldes utilizem os explosivos, já que eles não possuem bases de lançamento adaptadas para os artefatos. Entretanto, os insurgentes poderiam fabricar bombas caseiras a partir dos mísseis capturados.

Logo após o anúncio da tomada do local pelos rebeldes, a base sofreu um intenso bombardeio realizado por  aviões do regime de Bashar al-Assad. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), 180 pessoas morreram em combates por todo o país, das quais, 48 eram soldados leais ao regime.

Helicóptero abatido

Representantes da OSDH também anunciaram que os rebeldes abateram um helicóptero das Forças Armadas Sírias, leais ao regime. O aparelho teria sido derrubado na região leste da capital, mesma aérea onde está localizada a base aérea tomada pelos rebledes no início desta sexta-feira. O helicóptero bombardeava a região de Ghouta quando foi derrubado.

 

tags: Bashar al-Assad - Bombardeio - Rebeldes - Regime - Síria
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close