Últimas notícias
Israel/violência - 
Artigo publicado em 05 de Outubro de 2012 - Atualizado em 05 de Outubro de 2012

Turista americano abre fogo em hotel israelense e mata uma pessoa

Polícia controla estrada próxima ao balneário de Eilat, em agosto de 2011
Polícia controla estrada próxima ao balneário de Eilat, em agosto de 2011
REUTERS/Ronen Zvulun

RFI

O americano, de 22 anos, se escondeu na cozinha do hotel e foi morto depois de confronto com os policiais israelenses. Ainda não se conhecem os motivos do atirador, que passou alguns meses trabalhando em Israel antes de cometer o crime.
 

O turista americano conseguiu tomar a arma de um dos seguranças que trabalhavam no hotel. Em seguida, ele atirou em um dos funcionários do estabelecimento, que acabou morrendo horas depois no hospital do balneário de Eilat, localizado às margens do Mar Vermelho. O jovem, que havia trabalhado no local meses antes, conhecia muito bem o prédio. Após atirar no funcionário, ele se escondeu na cozinha, de onde atirou contra os policiais que cercaram o local. A troca de tiros foi interrompida somente depois da chegada da Brigada Antiterrorista, que acabou matando o turista. Segundo as autoridades israelenses, o crime não teria motivações terroristas.

Eilat é uma cidade situada na fronteira israelense com o Egito e a Jordânia. O balneário foi alvo, anos atrás, de ataques terroristas e de foguetes lançados do Sinai, no Egito. A cidade acolhe anualmente turistas estrangeiros e israelenses, atraídos pela festa judia do Souccot, cujos festejos duram uma semana, no início de outubro.

tags: Hotel - Israel - Península do Sinai - Terrorismo - Turistas
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close