Líbano/Violência - 
Artigo publicado em 23 de Outubro de 2012 - Atualizado em 23 de Outubro de 2012

Violência continua em Trípoli, apesar de ação do exército

Exército libanês tenta controlar novos conflitos em Tripoli
Exército libanês tenta controlar novos conflitos em Tripoli
REUTERS/Omar Ibrahim

RFI

Os combates entre grupos armados sunitas e xiitas deixaram 4 mortos e 15 feridos durante a última noite em Trípoli, segunda maior cidade do Líbano. Em Beirute, o exército conseguiu restabelecer a calma na capital Beirute, cinco dias após o assassinato do chefe do serviço de informação libanês.

Exército libanês ocupa bairros sunitas na zona sul e as principais avenidas de Beirute para acabar com a onda de violência deflagrada após o assassinato do chefe do serviço de inteligência libanesa, na última sexta-feira. O atentado com carro-bomba, que matou o general Wissam al-Hassan, foi atribuído ao regime sírio de Bashar al-Assad.

Em Trípoli, a ação do exército ainda não consegue conter a instabilidade. Os disparos de franco-atiradores continuam em alguns bairros da cidade do norte do país. Durante a madrugada, confrontos entre moradores de um bairro sunita e outro de maioria xiita deixaram 4 mortos e 15 feridos. Desde sexta-feira, o saldo de vítimas em Trípoli é de pelo menos 10 mortos e 65 feridos.

O assassinato do chefe do serviço de inteligência libanês provocou uma nova crise política no país. A oposição libanesa, hostil ao regime sírio, exige a demissão do governo libanês dominado pelo Hezbollah que é um dos aliados de Bashar al-Assad na região.

tags: Bashar al-Assad - Conflito - Exército - Líbano - Síria - sunitas - Violência - xiitas
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close