Últimas notícias
Mianmar/Confrontos - 
Artigo publicado em 27 de Outubro de 2012 - Atualizado em 27 de Outubro de 2012

Onda de violência religiosa já fez mais de 80 mortos em Mianmar

Membros de minoria muçulmana esperam a chegada de outros refugiados no acampamento de Sittwe.
Membros de minoria muçulmana esperam a chegada de outros refugiados no acampamento de Sittwe.
REUTERS/Soe Zeya Tun

RFI

A onda de violência entre budistas e muçulmanos já deixou mais de 80 mortos no oeste de Mianmar, a antiga Birmânia. Mais de 3 mil casas foram incendiadas. Milhares de pessoas também deixaram suas residências para se refugiar em acampamentos precários instalados em Sittwe, a capital do estado de Rakhine.

Após várias semanas de calma no oeste de Mianmar, onde os primeiros confrontos inter-religiosos foram registrados em junho passado, uma nova onda de violência tomou conta da região nos últimos dias. Os budistas da etnia Rakhine retomaram as lutas com os Rohingyas.

De acordo com o governo local, os confrontos dessa semana fizeram pelo menos 82 mortos, entre eles 36 mulheres, e deixaram 139 feridos. A imprensa local fala de 67 vítimas fatais.

Quanto as tensões começaram, em junho passado, 75 mil pessoas, a maioria rohingyas, tiveram que deixar suas casas e foram instalados em acampamentos na periferia de Sittwe, a capital do Estado de Rakhine. Essa minoria muçulmana apátrida é considerada pelas Nações Unidas como uma das populações mais perseguidas do planeta.

Diante da retomada da violência, uma nova onda de refugiados começou a se instalar no local, que já sofria de falta de comida e más condições de higiene. Segundo Hla Thein, porta-voz do governo, cerca de 6 mil pessoas chegaram de barco nos acampamentos, mas não puderam desembarcar e continuam esperando no litoral. “O governo prevê colocá-los em um outro lugar”, explicou Thein.

Pelo menos 170 pessoas foram mortas durante os confrontos do mês de junho, mesmo se a ONG Human Rights Watch teme que o número de vítimas tenha sido bem superior. Diversas organizações humanitárias pediram que as autoridades locais contenham a violência.

tags: Budismo - Conflito - Mianmar - Muçulmano - Refugiados - Religião
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close