Nigéria/Sequestro - 
Artigo publicado em 20 de Fevereiro de 2013 - Atualizado em 20 de Fevereiro de 2013

Estrangeiros de diversas nacionalidades sequestrados no sul da Nigéria

Rio Níger, no estado do Bayelsa, sul da Nigéria, onde estrangeiros foram sequestrados
Rio Níger, no estado do Bayelsa, sul da Nigéria, onde estrangeiros foram sequestrados
REUTERS/Akintunde Akinleye

RFI

Uma dezena de homens armados abordou um grupo de seis estrangeiros à bordo de um navio petroleiro, no estado de Bayelsa, no sul da Nigéria. Os sequestradores já fizeram contato com as autoridades do país e exigem o pagamento de resgate, segundo a polícia nigeriana.

Três dos sequestrados são ucranianos. Além deles, dois indianos e um russo foram raptados durante o ataque ocorrido no último domingo. Segundo o porta-voz da polícia local, Fidelis Odunna, "um dos sequestradores ligou para as autoridades responsáveis pela segurança da região e pediram um milhão de euros ( cerca de 2 milhões e 700 mil reais) para que a liberação dos reféns seja efetuada.

O navio Armada Tuah, operado pelo grupo Century, com sede em Lagos, na Nigéria, operava com 15 tripulantes, quando foi atacado por homens armados, nas proximidades do distrito de Ijaw. "Membros do serviço de inteligência foram destacados para trabalharem nas buscas dos sequestrados", declarou Odunna.

O sul da Nigéria, na região petrolífera do Delta do rio Níger, é conhecido por ataques às refinarias e aos navios petroleiros da região. Segundo jornalistas que cobrem a região, o sequestro é, provavelmente, mais um episódio ligado à violência urbana do sul da Nigéria. Em vários episódios similares, funcionários de petrolíferas foram sequestrados e liberados em seguida, após pagamento de resgate. O número de sequestros vem caindo desde 2009, quando um acordo de anistia foi assinado com os rebeldes do sul da Nigéria.

Segundo a polícia do país, este sequestro não teria ligações com o desaparecimento, nesta terça(18), de uma família de sete franceses, no norte de Camarões, encaminhados para a Nigéria, provavelmente entre as mãos de membros do grupo terrorista Boko Haram.

 

tags: Estrangeiros - Nigéria - Sequestro - Violência
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close