Conteúdo sindicado
África Lusófona
27/02/2015 - SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Cidadãos da CPLP em São Tomé e Príncipe podem obter nacionalidade

O governo são-tomense  vai conceder a nacionalidade deste país a todos cidadãos de Estados membros da CPLP que se encontravam neste arquipélago da África equatorial à data da independência em 1975. Foi fixado o prazo de seis meses, ou seja de 8 de Março a 8 de Agosto de 2015, para que os estrangeiros abrangidos por esta decisão manifestem expressamente o seu desejo de obter a nacionalidade sãto-tomense.

Terrorismo, Países da África Central debatidos em Luanda
27/02/2015 - Convidado

Terrorismo, Países da África Central debatidos em Luanda

No programa Convidado de hoje, recebemos, Elias Isaac, Director da Fundação Open Society, em Angola, com quem vamos analisar, o Terrorismo Internacional, no momento em que a temática era debatida, em Luanda.

Interior da Ilha de Santiago
26/02/2015 - Ambiente

Cabo-Verdianos e São-Tomenses lutam contra a poluição do plástico

Antero Veiga, ministro cabo-verdiano do ambiente anunciou esta quarta-feira que a partir do dia 1 de Janeiro de 2017, será proibido no país o fabrico, importação e comercialização de sacos de plástico convencional para embalagens.

José Maria Neves, primeiro-ministro de Cabo Verde
26/02/2015 - CABO VERDE

Cabo Verde: consenso sobre revisão do código laboral e subsídio de desemprego

Em Cabo Verde foi obtido um entendimento entre os sindicatos, o Governo e o patronato na reunião do Conselho de Concertação Social que terminou na noite de quarta-feira. No fim do encontro o primeiro ministro, José Maria Neves falou em reunião histórica.

Angola no caminho da austeridade
26/02/2015 - Convidado

Angola no caminho da austeridade

Em Angola o Orçamento Geral do Estado foi aprovado ontem na generalidade e vai ser agora debatido na especialidade.
Palácio da Presidência da Guiné-Bissau.
25/02/2015 - Guiné-Bissau

Primeiro-ministro guineense minimiza alegado clima de tensão com o Presidente

O primeiro ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira foi recebido hoje em audiência pelo Presidente José Mário Vaz para evocar com ele os preparativos da mesa redonda de doadores marcada para 25 de Março em Bruxelas, o chefe do governo guineense tendo indicado que a União Europeia vai pagar a deslocação da comitiva do seu país à reunião.

25/02/2015 - ANGOLA

Parlamento de Angola aprovou orçamento revisto

O Orçamento geral do Estado de 2015 revisto foi aprovado na generalidade nesta quarta-feira pela Assembleia nacional de Angola. Este novo exame parlamentar ficou-se a dever à quebra da cotação do petróleo no mercado internacional. O documento vai implicar um corte de um terço nas despesas totais.

Amnistia Internacional: violências policiais e ataques contra a liberdade de expressão nos países lusófonos
25/02/2015 - Convidado

Amnistia Internacional: violências policiais e ataques contra a liberdade de expressão nos países lusófonos

A Amnistia Internacional publicou hoje o seu relatório anual, um documento em que aponta o uso abusivo do direito de veto pelos membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU em casos de crimes de guerra, crimes contra a Humanidade e outras violências em larga escala. Neste documento, a Amnistia não deixa igualmente de evocar as exacções cometidas por grupos armados como Boko Haram ou o Estado Islâmico e noutro quadrante, os países lusófonos também são mencionados, havendo relatos de violências policiais e de desrespeito pela liberdade de expressão nomeadamente em Angola e em Moçambique
Em entrevista à RFI, Antónia Barradas, perita em relações institucionais e política externa no seio da Amnistia Internacional em Portugal, dá conta destas situações.

Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau.
24/02/2015 - Guiné-Bissau

Deputados da Guiné-Bissau vão debruçar-se sobre estatuto do líder da oposição

Os parlamentares guineenses iniciaram hoje uma nova sessão plenária que deverá decorrer até ao dia 7 de Abril, uma sessão em ser abordado nomeadamente o estatuto a atribuir ao líder da oposição.

24/02/2015 - CABO VERDE

Greve dos professores cabo-verdianos

Os docentes reclamam um conjunto de reivindicações que o Governo considera ultrapassadas. A paralisação foi convocada pelos dois principais sindicatos dos docentes, o Sindicato Nacional dos Professores e a Federação Cabo-Verdiana dos Professores.

Close