Conteúdo sindicado
11/9
Marco Zero, em Nova York, onde ficavam as Torres Gêmeas, atacadas em 11/09/01.
10/05/2014 - Marco Zero/atentados

Marco Zero recebe restos mortais de vítimas não identificadas dos atentados de 11/09

Milhares de restos mortais não identificados de vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001, em Nova York, foram transferidos neste sábado (10), em uma cerimônia discreta, para o Marco Zero, o local onde ficavam as Torres Gêmeas, transformado agora em memorial e museu.

Policial bloqueia a entrada do prédio em Manhattan onde uma possível parte de um dos aviões que se chocou contra o World Trade Center em 2001 foi encontrada neste sábado, dia 27 de abril.
27/04/2013 - Destroços/11 de setembro

Parte de avião que se chocou contra torres gêmeas é encontrado em Nova York

A polícia de Nova York anunciou neste sábado, dia 27 de abril, ter encontrado um pedaço de um dos aviões que se chocou contra o World Trade Center em 11 de setembro de 2001. Uma parte do trem de pouso de um Boeing foi descoberto trancado entre dois imóveis da região de Lower Manhattan, na região do atentado contra as torres gêmeas. Os policiais informaram que a peça conta com um número de identificação.

11/9: Questionar guerra contra terror é tabu nos EUA
10/09/2011 - Reportagem

11/9: Questionar guerra contra terror é tabu nos EUA

As intervenções militares dos Estados Unidos no Afeganistão e Iraque, decorridas dos ataques de 11 setembro, tiveram um enorme custo humano em uma década. Mais de seis mil militares perderam a vida e mais de 45 mil ficaram feridos. Em relação aos custos financeiros, a guerra contra o terrorismo, termo cunhado na gestão Bush, já engoliu 1,2 trilhão de dólares, segundo o Congresso norte-americano. As novas regras de segurança impuseram mudanças no cotidiano da sociedade. Para o professor Luís Bittencourt, decano de assuntos acadêmicos do Centro de Estudos Hemisféricos de Defesa, em Washington, ainda há uma certa reticência em se questionar a guerra.

De acordo com a pesquisa, 75% dos franceses estão mais atentos à segurança nos transportes públicos.
09/09/2011 - França/Terrorismo

Pesquisa mostra que 64% dos franceses temem atentado terrorista

Dez anos depois dos atentados do 11 de setembro nos Estados Unidos, 70% dos franceses acreditam que a ameaça terrorista continua importante, mesmo com a morte do Osama Bin Laden e o enfraquecimento da Al Qaeda.

11/9: Atentados mudaram a rotina nas escolas dos Estados Unidos
09/09/2011 - Reportagem

11/9: Atentados mudaram a rotina nas escolas dos Estados Unidos

Desde que os Estados Unidos foram vítimas dos ataques de 11 de setembro de 2001, o medo do terrorismo passou a integrar o quotidiano dos norte-americanos desde a infância.
11/9: Nova York inaugura memorial em homenagem às vítimas
08/09/2011 - Reportagem

11/9: Nova York inaugura memorial em homenagem às vítimas

Nova York inaugura neste próximo domingo um memorial em homenagens às vítimas do atentado de 11 de setembro de 2001. Painéis de bronze com os nomes das quase 3000 pessoas que morreram no ataque e duas piscinas com cascatas foram construídos no local onde estavam as torres gêmeas e 225 árvores foram plantadas. Em mais uma reportagem da série especial sobre os 10 anos dos atentados, a correspondente Cleide Klock conversou com brasileiros que passasam pelo Marco Zero essa semana.

11/9: Discriminação contra muçulmanos piorou na França
07/09/2011 - Reportagem

11/9: Discriminação contra muçulmanos piorou na França

Dez anos depois do 11 de setembro, especialistas acreditam que o atentado terrorista ocorrido nos Estados Unidos tenha piorado a imagem do islã na França, mesmo se os franceses já haviam experimentado antes a experiência em seu próprio território.

A França abriga a maior população muçulmana fora dos países árabes, ao todo 6 milhões, de acordo com o Ministério do Interior. O uso de símbolos religiosos acaba sendo interpretado como um sinal de não integração à república laica. O Coletivo Contra a Islamofobia na França, CCIF, indica um aumento da discriminação em 2010 contra indivíduos e instituições islâmicas. A RFI conversou com Gabriel Martinez-Gros, historiador do Islã e professor na Universidade de Paris X – Nanterre, com Azadeh Kian, socióloga franco-iraniana, da Universidade Diderot-Paris VII e ainda com Franck Fregosi, pesquisador da Universidade Sciences Po Aix, autor do livro “O islamismo na laicidade”, e Soraya Ismaili, diretora cultural do Instituto de Cultura Árabe, para falar da imagem do islã no país, após os ataques em solo americano.

11/9: Músico carioca fica triste ao ver NY sem Torres Gêmeas
06/09/2011 - Reportagem

11/9: Músico carioca fica triste ao ver NY sem Torres Gêmeas

Romero Lubambo é um dos guitarristas brasileiros mais solicitados pelas grandes estrelas do jazz americano. Entre elas, está Diane Reeves, que ia embarcar com Romero naquele 11 de setembro para uma turnê no Brasil, que foi adiada devido ao fechamento de todos os aeroportos dos Estados Unidos. O músico fala da mudança nas regras de segurança no país onde vive há 26 anos e evoca, com grande tristeza, a ausência das Torres Gêmeas na paisagem da cidade.

11/9: Madri foi palco do maior ataque da Al Qaeda na Europa
06/09/2011 - Reportagem

11/9: Madri foi palco do maior ataque da Al Qaeda na Europa

Foi na capital espanhola que os terroristas da Al Qaeda fizeram seu maior atentado na Europa, menos de três anos após derrubar as torres gêmeas de Nova York. Naquele 11 de março de 2004, dez bombas explodiram em quatro vagões de um metrô que acabava de sair da estação de Atocha. O saldo: 191 pessoas mortas, outras 1.858 feridas e marcas irreversíveis na cidade. Quase sete anos depois, Madri conseguiu se livrar em parte do trauma. As preocupações com a economia substituíram o temor de novos atentados para a maior parte dos habitantes da cidade. Mas alguns dos sobreviventes e familiares dos mortos de 11 de março continuam marcados pela tragédia e ainda não conseguiram retomar suas atividades normais, como conta Luisa Belchior, correspondente da RFI em Madri.

11/9: Aquela noite, em Los Angeles, tinha entrega do Grammy Latino
06/09/2011 - Reportagem

11/9: Aquela noite, em Los Angeles, tinha entrega do Grammy Latino

Naquela noite, em Los Angeles, seria a entrega do prêmio musical Grammy Latino. Havia diversos artistas brasileiros na cidade, entre eles, Caetano Veloso e Ivan Lins, como lembra o radialista Sergio Mielniczenko. Depois dos atentados, ele organizou uma reunião com os músicos que tinham vindo especialmente para a cerimônia. Entre cantos e histórias, todos tentaram amenizar a profunda dor que estavam sentindo, assim como o medo do que poderia acontecer no futuro.

Close