Últimas notícias
Conteúdo sindicado
Argentina
  Argentina: a morte de  um procurador
30/01/2015 - Revista de Imprensa

Argentina: a morte de um procurador

A  morte não elucidada do Procurador Alberto Nismam que investigava sobre um atentado anti-semita cometido em 1996 abala a  Argentina,  a União Europeia  deixou de ter ilusões sobre a postura da Rússia no respeitante ao conflito na Ucrânia e decidiu reforçar reforçar as sanções contra Moscovo, o governo mexicano afirma  que  os estudantes desaparecidos em 26 de Setembro de 2014 na cidade de Iguala foram vítimas de uma organização criminosa implicada no tráfico de drogas, a Grécia  tenciona reaproximar-se da Rússia para  ter  mais influência  na Europa, a disputa pelo território do Cachemira entre a India e o Paquistão tornou-se  o conflito mais velho do mundo, após a vitória do Syriza na Grécia os povos europeus têm os olhos postos na Espanha onde o partido Podemos domina as sondagens e celebra sábado o primeiro aniversário da sua fundação.

Morte de promotor Nisman na Argentina vira "folhetim policial"
28/01/2015 - Linha Direta

Morte de promotor Nisman na Argentina vira "folhetim policial"

A morte do promotor Alberto Nisman, que denunciou a presidente Cristina Kirchner por encobrir criminosamente a participação do Irã num atentado terrorista em Buenos Aires, tornou-se um verdadeiro roteiro de Hollywood, mas na vida real. O caso Nisman tem revelado aos argentinos destalhes do submundo da espionagem e da contra-espionagem. E quem mais divulga teorias conspiratórias com agentes encobertos é justamente a presidente Kirchner, que no meio dessa "Guerra de espiões", acaba de dissolver a Secretaria de Inteligência.

Comunidade judaica pede investigação imparcial da morte de promotor Alberto Nisman.
24/01/2015 - Argentina/ crime

O giro de 180° da presidente Cristina Kirchner sobre a morte do promotor que a acusava

Do suicídio ao assassinato em 72 horas. Como se fosse a leitora de um romance policial que arrisca desvendar o final da história, a presidente argentina, Cristina Kirchner, formulou uma nova teoria para a morte de Alberto Nisman, o promotor federal que a acusou na Justiça de acobertar a participação do Irã no atentando que, em 1994, deixou 85 mortos e mais de 300 feridos em Buenos Aires.

Em uma carta publicada em seu site na manhã desta quinta-feira (22), a presidente argentina, Cristina Kirchner, rebateu as acusações do promotor Alberto Nisman no suposto encobrimento de agentes iranianos no caso Amia.
22/01/2015 - Argentina/crime

Kirchner muda discurso e diz que promotor Nisman foi assassinado

Depois de ter afirmado o contrário, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner,  disse nesta quinta-feira (22) não acreditar na tese do suicídio do promotor Alberto Nisman, encontrado morto no último domingo em seu apartamento em Buenos Aires. Ele denunciou a chefe de Estado durante a investigação do atentado à Associação Mutual Israelita Argentina, na capital, em julho de 1994, que deixou 85 mortos.

Autópsia revela que o procurador argentino Alberto Nisman cometeu suicídio
20/01/2015 - Linha Direta

Autópsia revela que o procurador argentino Alberto Nisman cometeu suicídio

A autópsia revelou que o procurador federal argentino Alberto Nisman, 51, encontrado morto no domingo (18) em seu apartamento com um tiro na cabeça, cometeu suicídio.
O procurador argentino Alberto Nisman foi encontrado morto em Buenos Aires na madrugada desta segunda-feira (19).
19/01/2015 - Morte/Argentina

Procurador que denunciou Cristina Kirchner é encontrado morto em Buenos Aires

O procurador argentino Alberto Nisman, que acusou a presidente Cristina Kirchner de tentar encobrir os iranianos suspeitos do atentado contra uma entidade judaica em 1994, foi encontrado morto na ...
O motociclista catalão Marc Coma celebra a 5ª vitória no rally Dakar neste sábado, 17 de janeiro de 2015.
17/01/2015 - Rali Dacar/Argentina

Rali Dacar acaba com vitória de Catar nos carros e Espanha nas motos

A 7ª edição sul-americana do rali foi marcada pela supremacia do catalão Marc Coma, na categoria motos, e do príncipe do Catar, Nasser Al-Attiyah. A prova teve 13 etapas entre Argentina, Chile e Bolívia,e o total do percurso foi de 9.000km.

O ministro da Economia argentino, Axel Kicillof.
04/01/2015 - Fundos/EUA

Ministro argentino denuncia complô financeiro contra Brasil e Argentina

O ministro da economia argentino, Axel Kicillof, disse neste domingo (4) que a Argentina e o Brasil estão sendo vítimas de ataques financeiros de fundos especulativos, uma manobra com ...
Milhares de pessoas acompanharam a largada do Rally Dakar neste domingo em Buenos Aires
04/01/2015 - Argetina/Dakar

Largada do rally Dakar é acompanhada por milhares de pessoas em Buenos Aires

Começou neste domingo (4) o 37° Dakar 2015, que deve contar com a participação de 414 veículos no total e 665 concorrentes –incluindo carros, motos, caminhões e quadriciclos. Considerado um dos rallys mais difíceis do mundo, o Dakar termina no dia 17 de janeiro, mas se depender do resultado do ano passado, apenas a metade dos competidores deve terminar a prova.

Mecânico realiza testes em veículo antes do início do Rally Dakar 2015 em Buenos Aires, no primeiro dia do ano.
02/01/2015 - Rally Dakar

Rally Dakar começa neste domingo com cinco brasileiros

A edição de 2015 do Rally Dakar, a sétima realizada na América do Sul, começa neste domingo (4) em Buenos Aires, na Argentina. Neste ano, a prova vai reunir 665 competidores de 53 nacionalidades divididos em quatro categorias.

Close