Conteúdo sindicado
China
China não tem armas químicas, Net e controlo americano
18/08/2015 - Ciência

China não tem armas químicas, Net e controlo americano

No nosso programa Ciência de hoje, vamos falar da Internet, o monópolio mundial dos americanos e continuar com a questão de produtos químicos, na China, agora, na vertente amas químicas.

Centenas de toneladas de cianeto de sódio, produto tóxico no porto Tianjin, provocaram 2 explosões a  12 de agosto
17/08/2015 - China

Explosões químicas na China provocam 114 mortos

Explosões químicas no porto de Tianji, na China, já fizeram 144 mortos, provocando críticas e precoupação na população, enquanto as autoridades relativizam o incidente que está controlado.

Grécia: novo resgate significa mais austeridade
17/08/2015 - Revista de Imprensa

Grécia: novo resgate significa mais austeridade

A eficácia do terceiro resgate à Grécia no valor de 86 mil milhões de euros suscita cepticismo, a censura chinesa sobre a catástrofe química ocorrida em Tianjin, a violação de mulheres como prática quotidiana de Daesh, mas também o espectro da guerra civil que volta a pairar no Burundi, ou ainda a  "rentrée" política em França depois da pausa estival, são alguns dos temas que dominam os jornais nesta segunda-feira.

14/08/2015 - China

China condiciona informação sobre Tianjin

Aumenta o número de  vítimas resultantes da violenta sequência de explosões ocorridas quarta-feira em Tianjin, cidade portuária do nordeste da China. O último balanço das autoridades chinesas aponta para  50 mortes, 700 feridos e mais de 6 mil desalojados. 

14/08/2015 - Moçambique

Ásia vai absorver recursos naturais de Moçambique

O gás moçambicano será canalizado para o mercado asiatico. O anúncio foi feito pelo novo presidente empresa moçambicana de Hidrocarbonetos ENH. Omar Mithá assumiu o cargo depois de ter sido exonerado pelo presidente da República do cargo de Vice-Ministro da Indústria e Comércio. 

A explosão provocou um choque que foi sentido num raio de 3km
13/08/2015 - China

Fortes explosões atingem cidade chinesa de Tianjin

A vila portuária de Tianjin, próximo de Pequim foi sacudida, ontem à noite, por fortes explosões na zona industrial que provocaram até ao momento 44 mortos e cerca de 500 feridos. Entre as vítimas mortais há 11 bombeiros que combatiam as chamas depois das explosões registadas num armazém com materiais perigosos e inflamáveis nesta cidade do norte da China.

Evento balnear em Paris sob o signo da polémica israelita
13/08/2015 - Revista de Imprensa

Evento balnear em Paris sob o signo da polémica israelita

Anualmente no verão Paris, cidade afastada do mar, ganha a sua praia "Paris plages".

Para além da areia o dia de hoje tem feito correr muita tinta.

Por a capital francesa ter dedicado esta quinta-feira a Tel Aviv.

Um cão célebre acaba de morrer, na China uma gigantesca explosão gera grande consternação enquanto as potências asiáticas continuam a digladiar-se em torno da memória da Segunda guerra mundial.

Ferguson: um ano depois  da morte de Michael Brown
10/08/2015 - Revista de Imprensa

Ferguson: um ano depois da morte de Michael Brown

Diversidade caracteriza as edições de hoje, nas quais os destaques vão para o aniversário da morte do jovem americano Michael Brown em Ferguson, os bombardeamentos turcos contra os curdos do PKK, os jiadistas franceses que morrem na Síria e nas páginas desportivas a demissão imprevista de Marcelo Bielsa do posto de técnico do Olympique de Marseille e o brilharete da seleção de França de natação nos mundiais da modalidade.

Lucineida Fonseca, bolseira caboverdiana da Universidade Stanford
07/08/2015 - Convidado

Lucineida Fonseca, bolseira caboverdiana da Universidade Stanford

No programa Convidada de hoje, recebemos, a jovem caboverdiana, Lucineida Fonseca, que conseguiu a proeza, de ganhar uma bolsa de estudos, de Mestrado, na prestigiada Universidade Stanford, nos Estados Unidos.

Pavilhão chinês na Expo de Milão
03/08/2015 - EXPO 2015

China em grande na Expo Milão 2015

A controvérsia suscitada pelo seu pavilhão gigantesco aquando da última Exposição Universal de Xangai em 2010 levou sem dúvida a China a rever os seus sonhos de grandeza já que este ano em Milão ela apresenta-se com um pavilhão de 4 590 m2, colocando-a em segundo plano mundial, logo a seguir à Alemanha.

Close