Conteúdo sindicado
Economia
Reservas da Fifa dificultam venda de pacotes turísticos para Copa no Brasil
15/04/2014 - Economia

Reservas da Fifa dificultam venda de pacotes turísticos para Copa no Brasil

Até o final do mês, o ramo hoteleiro do Brasil terá o veredicto sobre a expectativa de preenchimento dos hotéis durante a Copa do Mundo. A Fifa vai divulgar quantos quartos pré-reservados pela entidade serão liberados, um número que será diretamente proporcional à procura mundial por hospedagem no país durante o evento. Na África do Sul, o esquema de pré-reservas pela operadora oficial da federação internacional resultou na explosão dos preços e na fraca ocupação dos estabelecimentos.

Segundo OMC, comércio mundial crescerá 4,7% em 2014.
14/04/2014 - Economia Mundial

OMC diz que comércio deve crescer mais que o previsto

A Organização Mundial do Comércio (OMC) revisou para cima nesta segunda-feira (14) sua estimativa para o crescimento do comércio global em 2014, agora de 4,7%. A instituição afirmou não esperar que a expansão retorne à tendência histórica de 5,3% antes de 2015.

13/04/2014 - MOÇAMBIQUE

Camponeses moçambicanos voltam a acusar Prosavana

A União Nacional dos Camponeses, UNAC exige do governo moçambicano uma resposta à carta enviada, solitando a paralisação da implementação do projecto "Prosavana"... Um programa agrícola implementado por Moçambique, Brasil e o Japão.

Fátima Veiga, a nova embaixadora cabo-verdiana em França
12/04/2014 - CABO VERDE/FRANÇA

Cabo Verde tem novo embaixador em França

Fátima Veiga, a nova embaixadora cabo-vardiana em França, apresentou-se este sábado, em Paris, à diáspora nacional.

Maputo, capital de Moçambique
11/04/2014 - Moçambique

Moçambique : descobertas de gás e carvão ainda não beneficiam a população

Os mega-projectos e as enormes jazidas de recursos minerais, não beneficiam as populações, nem contribuem para o crescimento económico de Moçambique, que continua sendo um dos países mais pobres da África Austral.

Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil.
10/04/2014 - Brasil/Economia

Inflação de alimentos é choque temporário, diz Tombini em Washington

O presidente do Banco Central do Brasil (BC), Alexandre Tombini, reconheceu nesta quinta-feira (10), em Washington, que o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) do mês de ...

Para evitar o desperdício de água, franceses dividem até a banheira
10/04/2014 - Meio Ambiente

Para evitar o desperdício de água, franceses dividem até a banheira

Você estaria disposto a tomar banho na mesma água da banheira que um familiar acabou de usar? Esse é um dos hábitos frequentes dos franceses para economizar água, não por risco de racionamento, mas por consciência ecológica.

A diretora do FMI Christine Lagarde em uma coletiva de imprensa nos Estados Unidos
08/04/2014 - Brasil/FMI

Em relatório, FMI revê para baixo crescimento da economia brasileira

No relatório "Panorama Econômico Global", publicado nesta terça-feira (8), o FMI (Fundo Monetário Internacional) prevê que o crescimento no Brasil se manterá em um ritmo lento em 2014, em razão das deficiências infraestruturais e a falta de investimentos privados. O documento também mostra uma recuperação das economias europeia e americana.

Reprodução de vídeo do primeiro discurso do Primeiro-Ministro Manuel Valls na Assembléia Nacional.
08/04/2014 - França/governo

Valls promete cortes de gastos do Estado e alívio fiscal para salário mínimo

Em um discurso de 47 minutos diante da Assembleia de Deputados, o primeiro-ministro da França, Manuel Valls, pediu um voto de confiança dos parlamentares. Em um tom determinado, Valls prometeu medidas para estimular a economia da França, sobretudo a redução dos encargos fiscais para os salários mais baixos. Ele reiterou o objetivo de economizar 50 bilhões de euros até 2017 para reduzir o déficit público. Mas as palavras fortes do premiê foram muitas vezes entrecortadas por vaias e até por gritos.

Reajuste de preços é “bomba” para próximo governo, dizem analistas
08/04/2014 - Economia

Reajuste de preços é “bomba” para próximo governo, dizem analistas

A política econômica do governo brasileiro para conter a inflação entrou na agenda eleitoral. Com o aumento dos preços beirando o teto estabelecido pelo Banco Central, de 6,5%, o controle estatal das tarifas de setores estratégicos como a energia elétrica e os combustíveis virou alvo dos rivais da presidente Dilma Rousseff. Em ano eleitoral, a presidente se recusa a repassar os reajustes para o consumidor, uma equação que, segundo analistas, tem prejudicado os investimentos e a imagem do país nos mercados internacionais.

Close