Conteúdo sindicado
Estados Unidos
Zona  euro: o espectro  da  recessão
21/10/2014 - Revista de Imprensa

Zona euro: o espectro da recessão

Com a entrega de armas aos curdos da Síria a batalha de Kobani entra agora numa nova  fase, os Estados  Unidos comunicaram à Turquia que iriam ajudar os curdos sírios que lutam em Kobani contra o grupo jiadista Estado Islâmico, os jiadistas do Daech representam o maior  ameaça para os Estados do Médio-Oriente, em Bangui intelectuais  e religiosos franceses tentam reatar o diálogo entre cristãos e muçulmanos para promover a  paz e pôr um termo à violência na República Centroafricana, com a morte de Christophe de Margerie a Total perde um patrão estratega e uma figura de proa do sector petrolífero, a semana de debate sobre o orçamento da França para 2015 será marcada pela  tensão, a Alemanha receia ser afectada pela recessão por isso Angela Merkel poderia abrandar a sua política de austeridade, em Berlim os ministros da economia e das finanças  da França  e  Alemanha sorriem mas nada muda, a França não poderá adiar indefinidamente as suas  reformas  se  deseja relançar o crescimento, de vez em quando uma correcçao aplicada à uma  criança não faz mal de acordo com 84% de franceses,Thiago Silva volta aos campos de futebol após três semanas de ausência devido à uma lesão e o Paris Saint-Germain tem de confirmar frente ao Apoel do Chipre as suas ambições europeias.

Combatentes curdos no Iraque, em foto de agosto de 2014
20/10/2014 - EUA-Turquia/Estado Islâmico

Turquia promete abrir passagem para curdos combaterem jihadistas

Neste domingo (19), os Estados Unidos largaram armas, munições e material médico para os curdos entrincheirados na cidade síria de Kobani, perto da fronteira com a Turquia. É a primeira vez que a força aérea americana lança equipamentos em território sírio desde o início da ofensiva da organização terrorista. A princípio, este auxílio às forças curdas não era visto com bons olhos pela Turquia.

Os civis continuem entre o fogo cruzado entre o Grupo Estado Islâmico e as forças curdas
17/10/2014 - Iraque/Estado Islâmico

Civis continuam bloqueados em Kobani apesar da resistência curda

As forças curdas estão tendo dificuldades para retirar os civis bloqueados em Kobani, cidade situada na fronteira da Turquia e submetida a uma ofensiva jihadista do Estado Islâmico. A coalizão internacional realizou nesta sexta-feira (17) novos ataques contra as principais posições do grupo Estado Islâmico (EI) na cidade.

Bolsas em queda livre
16/10/2014 - Revista de Imprensa

Bolsas em queda livre

As  principais bolsas de  valores registaram uma  queda vertiginosa nos últimos dois dias, analistas de mercados  descortinam na baixa dos  valores bolseiros o prenúncio à uma nova crise financeira, a  Alemanha considerada como a locomotiva económica da  zona euro vai rever as suas previsões de crescimento devido  aos maus indicadores do estado da sua economia,  Estados Unidos e países membros criticam a Alemanha  por não investir suficientemente, o economista  Kemal Dervis da Brookings Institution afirma que a política não pode ser o único motor do crescimento, a China como primeiro potência comercial e segunda economia do mundo não deve ser afastada dos grandes tratados de livre troca, a França está pronta para reagir com eficácia na eventualidade de ter que enfrentar um caso de Ebola, Estados Unidos apelam os países europeus  a implicarem-se mais na luta contra o Ebola, Putin e Porochenko desejam relançar a paz na Ucrânia, jiadistas do Estado Islâmico seduzem a Ásia do sudeste.

Autoridades sanitárias do Texas desinfectam a casa da enfermeira Nina Pham, primeira pessoa a contrair o ebola nos Estados Unidos.
15/10/2014 - Ebola/EUA

EUA confirmam segundo caso de contágio de ebola no país

Os Estados Unidos confirmaram nesta quarta-feira (15) um segundo caso de contágio de ebola em seu território. O doente foi contaminado no Hospital Presbiteriano de Dallas, no Texas.
Coalizão intensifica bombardeios, mas os jihadistas do grupo Estado Islâmico continuam avançando.
15/10/2014 - Grupo Estado Islâmico/Síria/Iraque

Grupo Estado Islâmico se aproxima de Bagdá e controla 50% de Kobane

Apesar dos ataques aéreos da coalizão internacional, os jihadistas do grupo Estado Islâmico avançam em duas frentes nesta quarta-feira (15). Eles já controlam 85% de uma província iraquiana perto de Bagdá e 50% da cidade síria de Kobane. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está preocupado com a situação, mas não vai modificar a estratégia americana de combate aos extremistas.

O secretário de Estado norte-americano John Kerry chega confiante na reunião sobre o programa nuclear iraniano em Viena.
14/10/2014 - Irã/Nuclear

Kerry relança discussão sobre nuclear iraniano e afirma que acordo é possível

O secretário de Estado norte-americano John Kerry desembarca nesta quarta-feira (15) em Viena para relançar as discussões sobre o programa nuclear iraniano.
O general Martin Dempsey, chefe das Forças Armadas dos Estados Unidos, vai dirigir a reunião da coalizão internacional contra o grupo Estado Islâmico, em Washington.
13/10/2014 - EI/Coalizão

Coalizão se reúne nos EUA para discutir estratégia contra jihadistas

Liderados pelos Estados Unidos, os chefes militares dos 22 países que participam da coalizão que luta contra o grupo Estado Islâmico se reúnem nesta terça-feira (14) ...
A cidade de Kobane, na Síria, continua palco de combates intensos entre curdose jihadistas, no dia 12 de outubro 2014, enquanto a Turquia é pressionado a agir contra os radicais islâmicos.
13/10/2014 - EI/Terrorismo

Turquia desmente acordo com EUA sobre uso de bases militares

A Turquia não concluiu um acordo autorizando os Estados Unidos a usar sua base aérea de Incirlik, no sul do país, para operações contra os jihadistas do grupo ...
EUA reforçam vigilância, mas tentam conter pânico em relação ao Ebola
13/10/2014 - Linha Direta

EUA reforçam vigilância, mas tentam conter pânico em relação ao Ebola

A preocupação da população americana com o Ebola aumentou nas últimas horas com a confirmação de que uma enfermeira do Hospital Presbiteriano do Texas, em Dallas, se tornou a primeira pessoa a se contaminar com o vírus nos EUA. Ela contraiu o Ebola apesar de ter se protegido com toda a parafernália recomendada pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças Infecciosas, o CDC, aumentando o receio de profissionais da saúde em relação à epidemia.

Close