Conteúdo sindicado
Renamo
30/10/2014 - Moçambique

Oposição contesta resultados em Moçambique

A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique publicou hoje os resultados preliminares definitivos nas eleições de 15 de Outubro nas cerca de 17 mil mesas de voto em todo o país que avançam que a Frelimo obteve maioria absoluta de 55,97% no parlamento e o candidato, Filipe Nyusi, venceu as eleições presidenciais com 57,03%. A Renamo e o MDM já vieram dizer que não reconhecem os resultados

Filipe Nyusi, candidato vitorioso das eleições moçambicanas
30/10/2014 - Moçambique

Moçambique: Nyusi promete trabalhar pela paz e estabilidade

 A Comissão nacional de eleições de Moçambique proclamou nesta quinta-feira a vitória do candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, com 57% dos votos nas eleições gerais de 15 de Outubro. Este, no seu discurso de vitória, minimizou a contestação ao escrutínio e enalteceu a necessidade de preservar a paz por forma a desenvolver o país.

Moçambique: Filipe Niusy e a Frelimo com maioria absoluta
30/10/2014 - Convidado

Moçambique: Filipe Niusy e a Frelimo com maioria absoluta

Filipe Niusy e o partido Frelimo no poder venceram as eleições presidenciais de 15 de Outubro com respectivamente 57,03% e 55,97% de votos, resultados contestados pelos dois principais partidos de oposição Renamo e MDM, que vão impugnar os escrutínios.

Para comentar esta vitória mais do que previsível, ouvimos os investigadores Calton Cadeado, do Instituto Superior de Relações Internacionais de Maputo e Baltazar Fael, do  Centro de Integridade Pública (CIP) organismo que supervisionou todo este processo eleitoral.

29/10/2014 - MOÇAMBIQUE

CNE de Moçambique admite repetição de eleições em casos litigiosos

A Comissão nacional de eleições de Moçambique não descarta a repetição do escrutínio do passado dia 15 nos locais onde se teriam registado irregularidades. A CNE garante a divulgação nesta quinta-feira, às 15 horas, dos resultados oficiais das eleições gerais, já muito contestados pela oposição, nomeadamente a Renamo.

O Presidente Armando Guebuza e o líder da Renamo Afonso Dhlakama aquando da ratificação do acordo de cessação das hostilidades a 5 de Setembro de 2014
27/10/2014 - MOÇAMBIQUE

Moçambique: Diálogo continua num impasse

Terminou num impasse a octagésima segunda ronda de diálogo entre o Governo e a Renamo. Neste encontro à porta fechada, as partes deviam chegar a um consenso sobre a intregação dos homens do principal partido de oposição no exército e na polícia.

Líder da Renamo, Afonso Dhlakama, ao votar em Maputo a 15 de Outubro nas eleições gerais moçambicanas
20/10/2014 - MOÇAMBIQUE

Moçambique: Renamo denuncia manutenção de presos

A Renamo denunciou o facto de membros do maior partido da oposição se manterem detidos, não obstante a lei da amnistia contemplar a sua libertação. Uma posição expressa aquando de nova ronda negocial com o governo moçambicano implicando a despartidarização da função pública.

Lutero Simango, líder parlamentar do MDM em Moçambique
17/10/2014 - Moçambique

Moçambique: MDM rejeita resultados das eleições

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceira força política, não reconhece os resultados provisórios das eleições gerais desta quarta-feira, alegando fraudes, grandes irregularidades e desorganização propositada do STAE, que não fez chegar a tempo as credenciais para os fiscais das mesas de voto.

Moçambique: Elisabete Azevedo analisa as eleições gerais
17/10/2014 - Convidado

Moçambique: Elisabete Azevedo analisa as eleições gerais

Elisabete Azevedo, membro da missão de observadores do Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África, admite que houve incidentes durante o processo de votação designadamente nas províncias de Nampula e Tete, que com Angoche e Beira também registaram incidentes durante a contagem dos votos.
Esta missão de observação recomenda um maior equilibrio, nos recursos financeiros utilisados nas campanhas dos três principais partidos e registou ainda críticas sobre a falta de independência das forças de segurança.

António Muchanga, porta-voz da Renamo esta quinta-feira em conferência de imprensa em Maputo
16/10/2014 - Moçambique

Renamo recusa resultados das eleições em Moçambique

A Renamo não aceita os resultados provisórios das eleições presidenciais e legislativas de ontem, que segundo a CNE dão a vitória a Filipe Nyusi o candidato do partido Frelimo no poder, seguido por Afonso Dhlakama líder da Renamo e em terceiro lugar o presidente do MDM Daviz Simango.

Moçambique: António Gaspar analisa processo eleitoral
16/10/2014 - Convidado

Moçambique: António Gaspar analisa processo eleitoral

A Renamo, principal partido da oposição em Moçambique, contestou os resultados das eleições gerais de ontem e afirma que não os aceita. Os primeiros resultados provisórios apontam para a vitória nas presidenciais e legislativas do candidato da Frelimo Filipe Nyusi, seguido pelo da Renamo Afonso Dhlakama e em terceiro lugar o do MDM Daviz Simango.

Para o investigador António Gaspar, director do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais de Maputo estes resultados eram "previsíveis" e "o processo de votação foi ordeiro e calmo, salvo actos isolados que...não mancham o processo".

Close