Conteúdo sindicado
Sanções
O presidente russo, Vladimir Putin, contestou as novas sanções lançadas pelos Estados Unidos e pelo Canadá contra Moscou.
20/12/2014 - Ucrânia/Rússia/Sanções

Novas sanções dos EUA e do Canadá contra Rússia pioram tensão com Ucrânia, diz Moscou

A Rússia criticou neste sábado (20) as novas sanções lançadas pelos Estados Unidos e pelo Canadá contra Moscou.
O presidente russo, Vladimir Putin,durante entrevista coletiva de fim de ano em Moscou, nesta quinta-feira, 18 de dezembro.
18/12/2014 - Rússia/Putin

Rússia pode levar até dois anos para sair da crise, diz Putin

O presidente russo, Vladimir Putin, prometeu aos russos que vai tira o país da grave crise econômica em, “no máximo dois anos” e aproveitou para acusar os países ocidentais de serem “imperadores” que pretendem ditar os passos a seus vassalos. As declarações foram feitas durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (18).

O presidente americano Barack Obama
16/12/2014 - Estados Unidos/Rússia

Obama vai sancionar lei que autoriza novas sanções contra a Rússia

O presidente americano Barack Obama vai sancionar a lei adotada pelo Congresso autorizando novas sanções contra a Rússia, em plena crise econômica provocada pela queda brusca do rublo, a moeda local. O anúncio foi feito nesta terça-feira (16) pela Casa Branca.

O novo Parlamento ucraniano se reuniu pela primeira vez nesta quinta-feira (27), em Kiev.
27/11/2014 - Ucrânia/Crise

Novo Parlamento ucraniano pró-europeu toma posse

O novo Parlamento ucraniano, eleito nas legislativas antecipadas de 26 de outubro, se reuniu pela primeira vez nesta quinta-feira (27) em Kiev. E, pela primeira vez na história do país, a casa é dominada por uma maioria de deputados pró-ocidentais. A Ucrânia vive um conflito armado no leste separatista pró-russo e uma profunda crise econômica.

Separatistas ucranianos ignoram novas sanções europeias
18/11/2014 - Linha Direta

Separatistas ucranianos ignoram novas sanções europeias

A União Europeia decidiu impor sanções individuais a mais líderes separatistas ucranianos, ontem, mas não chegou a um acordo sobre um possível endurecimento ...
Rússia enfraquecida pode ser mais perigosa
18/11/2014 - O Mundo Agora

Rússia enfraquecida pode ser mais perigosa

Não é bem uma nova Guerra Fria, mas tem toda a pinta. Vladimir Putin foi tratado como um pária na recente reunião do G20 na Austrália.
Ministro ucraniano das Relações Exteriores, Pavlo Klimkin, ao lado da chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini
17/11/2014 - União Europeia/Ucrânia

Europa amplia lista de sancionados por envolvimento na crise ucraniana

Hoje, a Europa decidiu aumentar sua lista de pessoas sancionadas por envolvimento no conflito no leste da Ucrânia.
O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante a cúpula ASEAN. 13/11/14
13/11/2014 - Rússia/EUA/Ucrânia

Medvedev pede a Obama o fim das sanções contra a Rússia

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, pediu nesta quinta-feira (13) ao presidente americano, Barack Obama, o fim das sanções ocidentais contra a Rússia. Obama e Medvedev se reuniram à margem da cúpula de países do sudeste asiático, ASEAN, que acontece em Mianmar.

O tenente coronel Isaac Zida, actual homem forte do Burkina Faso
03/11/2014 - Burkina Faso

Militares do Burkina Faso têm 15 dias para restituír o poder aos civis

A crise vigente há uma semana no Burkina Faso com a queda do Presidente Compaoré sob a pressão popular e a tomada do poder pelos militares na sexta-feira foi analisada hoje numa reunião do Conselho de Paz e Segurança da União Africana, na sede da organização em Addis Abeba, na Etiópia, os membros deste órgão tendo concedido o prazo de duas semanas para os militares burkinabés restituírem o poder aos civis, sob pena de possíveis sanções.

O Ministro das Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, disse que a Rússia vai reconhecer os resultados das eleições separatistas no leste da Ucrânia.
28/10/2014 - Ucrânia/Crise

Moscou desafia Kiev ao apoiar eleições separatistas

A Rússia joga lenha na fogueira da crise ucraniana. O ministro das Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, disse nesta terça-feira (28) que o Kremlin vai reconhecer os resultados das eleições programadas para 2 de novembro nas regiões separatistas de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia.

Close