Conteúdo sindicado
União Europeia
Líderes da União Europeia conversam com o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy em Bruxelas
23/11/2012 - União Europeia/Bruxelas

Líderes da União Europeia entram em segundo dia de reuniões sem acordo sobre orçamento

A reunião para definir o futuro orçamento da UE (2014-2020) começou com três horas de atraso, em clima de batalha, por causa das profundas divisões entre os ...
Para analistas, interesse russo guia Justiça ucraniana no caso Timochenko
23/11/2012 - Fato em Foco

Para analistas, interesse russo guia Justiça ucraniana no caso Timochenko

O caso que fez a União Europeia suspender diversos acordos com a Ucrânia, tem mais um capítulo nesta sexta-feira. A ex-primeira ministra ucraniana, Iúlia Timochenko, vai ser ouvida pela justiça de seu país na segunda audiência de um novo processo, onde ela é acusada por evasão fiscal e desvio de fundos durante os anos 90.

Desde agosto de 2011, ela cumpre uma pena de 7 anos de prisão por abuso de poder no caso da crise do gás natural em 2009 envolvendo a empresa de gás ucraniana e a Gazprom russa. O contrato comercial assinado por ela com o então primeiro–ministro russo, Vladimir Putin, não teria tido a aprovação de seu governo e seria desvantajoso para a Ucrânia.

Figura chave da revolução laranja, Timochenko foi premiê em 2005 e depois de 2007 a 2010. Ela denuncia uma vingança pessoal do atual presidente ucraniano, Viktor Ianoukovitch, para afastar do poder sua principal rival política. Em entrevista à RFI, Philippe de Suremain, ex-embaixador da França na Ucrânia e presidente da Associação Francesa de Estudos de Ucranianos e Artur Yirmoliv, mestre em relações internacionais da Universidade Estadual de Relações Internacionais de Moscou, na Rússia, analisam o impacto de caso político nas relações entre Ucrânia, Rússia e União Europeia.

Chegada do primeiro-ministro britânico, David Cameron, a Bruxelas para uma reunião de alto risco sobre o orçamento plurianual da União Europeia.
22/11/2012 - União Europeia/Cúpula

Em plena crise, líderes europeus se dividem sobre orçamento do bloco

Chefes de estado e de governo da União Europeia se reúnem a partir da noite desta quinta-feira em Bruxelas para um encontro de cúpula de dois dias. Os líderes vão tentar chegar a um acordo sobre o projeto de orçamento para o bloco de 2014 a 2020. As negociações se anunciam difíceis e devem colocar mais uma vez em evidência as profundas divisões dentro do bloco.

Grã-Bretanha: "To be or not to be" na União Europeia
22/11/2012 - Linha Direta

Grã-Bretanha: "To be or not to be" na União Europeia

Nesta quinta-feira, em Bruxelas, os líderes da União Europeia iniciam uma reunião de dois dias para discutir o novo orçamento comunitário de 2014-2020. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, chega ao encontro garantindo que não irá abrir mão de suas exigências. Isso, é claro, está causando um impasse nas negociações, além de gerar ataques à postura dele perante a União Europeia. O nosso correspondente em Londres, Ulisses Neto, explica com detalhes essa onda de euroceticismo que vem da Grã-Bretanha.

Um dos pontos polêmicos é a manutenção do reembolso que o Reino Unido tem direito na contribuição líquida para o bloco, o que faz o premiê Cameron chegar a Bruxelas entre a cruz e a espada, ou seja, pressionado dos dois lados. O Parlamento inglês já avisou que não vai aceitar que ele ceda às exigências europeias, contando com seu poder de veto. Se isto não acontecer, o seu próprio cargo estará ameaçado. Já os europeus não excluem mais a possibilidade da Grã-Bretanha sair do bloco.

Uma eventual saída dos ingleses da União Europeia refletiria a onda de euroceticismo atual. Uma recente pesquisa do jornal The Observer apontou que hoje 56% da população  votaria a favor da medida.

  Reino Unido  face  à  União  Europeia
22/11/2012 - Revista de Imprensa

Reino Unido face à União Europeia

A questão da permanência do Reino Unido  na União Europeia volta a  estar na actualidade, David Cameron  pede uma redução do orçamento europeu para o período 2014-2020, Kigali e Kampala desejam manter a sua influência no leste da República Democrática do Congo por razões económicas,em cinco anos de governo os islamitas do Hamas levaram Gaza ao impasse,o Paris Saint-Germain vai disputar o primeiro lugar do seu grupo contra o Fc.Porto na liga dos campeões europeus de futebol, no seu último romance Viagem pela Índia o escritor português Gonçalo Tavares leva-nos através do seu herói Bloom à uma  peregrinação iniciática.

O ministro de Finanças da Grécia, Yannis Stournaras
19/11/2012 - Grécia/crise

Grécia diz ter cumprido exigências dos credores e espera nova parcela de ajuda

A Grécia já preencheu todos os requisitos exigidos pelos seus credores para obter o sinal verde da retomada dos empréstimos ao país, afirmou nesta segunda-feira o ministro ...
França está na dianteira  na UE sobre conflito na Síria
19/11/2012 - Linha Direta

França está na dianteira na UE sobre conflito na Síria

Os ministros das Relações Exteriores e da Defesa da União Europeia  se reúnem nesta segunda-feira, 19 de novembro, em Bruxelas para discutir a escalada de violência no Oriente Médio e os confrontos na Síria, que já mataram 36 mil pessoas desde o início da revolta contra o regime do presidente Bashar al-Assad, em março do ano passado.

A França tem um papel de destaque como mediadora e foi o primeiro país do bloco a reconhecer a coalizão da oposição síria como representante legítima do povo sírio.  A correspondente em Bruxelas, Leticia Fonseca, explica neste programa que a França pretende ir mais longe ainda e vai sugerir uma uma eventual suspensão do embargo de armas defensivas para ajudar a oposição síria.

Foto mostra um pombo diante da bandeira da União Europeia, em Bruxelas.
18/11/2012 - Reino Unido/União Europeia

Maioria dos britânicos votaria por sair da União Europeia

Se um referendo fosse proposto aos britânicos a respeito de uma eventual saída do bloco europeu, a resposta seria “sim”. Segundo uma pesquisa divulgada neste domingo, 56% dos britânicos são a favor de sair da União Europeia, confirmando novamente a predominância do euroceticismo no Reino Unido.

O chanceler britânico, William Hague, se disse "entusiasmado", após encontrar em Londres o líder da oposição síria, Ahmad Moaz Al-Khatib.
16/11/2012 - Europa/Síria

Inglaterra pode reconhecer nos próximos dias oposição síria

O chefe da diplomacia britânica, William Hague, classificou nesta sexta-feira de “crível e alternativa política” para o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad, a nova Coalizão da oposição síria criada no domingo, em Doha, no Catar. A Inglaterra pode vir a reconhecer a entidade nos próximos dias.

Europeus pedem mais empregos e menos austeridade
14/11/2012 - Linha Direta

Europeus pedem mais empregos e menos austeridade

Greves, manifestações e passeatas marcam a jornada de ação européia contra a austeridade, nesta quarta-feira, em toda a Europa.
Close