Conteúdo sindicado
Violências
Balança da Justiça
23/04/2015 - Angola

Angola : Associação Mãos Livres vai defender "Kalupeteka"

David Mendes, advogado da Associação Mãos Livres, pretende saber onde está, em que condições e de que crime é acusado o líder religioso Julino Kalupeteka, detido sábado no Huambo, e pediu uma audiência à Procuradoria Geral da República nessa província para esclarecer estes dados e preparar a defesa do arguido.

Sul-africanos protestam contra os ataques aos estrangeiros em Joanesburgo em 16 de abril de 2015.
16/04/2015 - África do Sul/Xenofobia

Zuma pede calma e milhares protestam contra xenofobia na África do Sul

Nesta quinta-feira (16), em Joanesburgo, cerca de 5.000 pessoas saíram às ruas para protestar contra a onda de violência contra estrangeiros, principalmente na cidade de Durban. Seis pessoas, entre moçambicanos e etíopes, foram mortas. O presidente Jacob Zuma pediu calma à população.

Habitantes de Ferguson realizaram um protesto para denunciar as discriminações da polícia local contra os negros nesta quarta-feira (11).
12/03/2015 - Ferguson/Estados Unidos

Dois policiais são baleados durante protesto em Ferguson

A cidade de Ferguson, nos Estados Unidos, viveu mais uma madrugada de tensão nesta quinta-feira (12).
França é condenada por não proibir a palmada e o tapa no rosto em crianças
04/03/2015 - Fato em Foco

França é condenada por não proibir a palmada e o tapa no rosto em crianças

O Conselho Europeu dos Direitos Humanos condenou a França nesta quarta-feira (4) por não ter nenhuma legislação precisa contra as punições corporais ditas ...
Amnistia Internacional: violências policiais e ataques contra a liberdade de expressão nos países lusófonos
25/02/2015 - Convidado

Amnistia Internacional: violências policiais e ataques contra a liberdade de expressão nos países lusófonos

A Amnistia Internacional publicou hoje o seu relatório anual, um documento em que aponta o uso abusivo do direito de veto pelos membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU em casos de crimes de guerra, crimes contra a Humanidade e outras violências em larga escala. Neste documento, a Amnistia não deixa igualmente de evocar as exacções cometidas por grupos armados como Boko Haram ou o Estado Islâmico e noutro quadrante, os países lusófonos também são mencionados, havendo relatos de violências policiais e de desrespeito pela liberdade de expressão nomeadamente em Angola e em Moçambique
Em entrevista à RFI, Antónia Barradas, perita em relações institucionais e política externa no seio da Amnistia Internacional em Portugal, dá conta destas situações.

Capa do livro "Quando a guerra é necessária e urgente" de Domingos da Cruz
08/12/2014 - Angola

Luanda: impedida marcha contra a violência policial

 

A polícia angolana inviabilizou a marcha contra a violência policial, convocada para ontem (7/12) e deteve 15 activistas, libertados pouco depois.

Policiais israelenses vasculham a área próxima da sinagoga que foi alvo de ataque na manhã desta terça-feira (18), em Jerusalém ocidental.
18/11/2014 - Israel/Violências

Após ataque, Israel facilitará porte de armas para autodefesa

As autoridades israelenses informaram nesta terça-feira (18) que irão anular algumas restrições sobre porte de armas para garantir a autodefesa dos cidadãos.
Angel Aguirre demitiu-se do cargo de governador de Guerrero em 23 de outubro de 2014.
24/10/2014 - México/Violência

Sumiço de estudantes no México causa demissão do governador de Guerrero

O escândalo dos 43 estudantes desaparecidos há um mês em Iguala, no sul do México, depois de terem sido entregues pela polícia à máfia local, teve seu primeiro impacto no cenário político do país: o governador do Estado de Guerrero se demitiu na quinta-feira (23).

Curdos observam da fronteira com a Turquia os ataques do grupo Estado Islâmico em Kobane na terça-feira, 7 de outubro de 2014.
08/10/2014 - Síria/EI

Grupo EI recua em Kobane após ataques, mas ainda mantém posições

Os combatentes extremistas que lutam para se apoderar de Kobane  cidade curda na fronteira com a Turquia, se retiraram de diversos bairros com os bombardeios da coalizão internacional. Mesmo assim, ainda ocupam o leste e o sul da periferia.

Presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta
07/10/2014 - Quénia

Presidente do Quénia desloca-se até ao Tribunal Penal Internacional de Haia

O presidente queniano, Uhuru Kenyatta, chegou hoje a Haia, na Holanda, onde vai comparecer amanhã perante o Tribunal Penal Internacional para responder à acusação de crime contra a Humanidade, pela sua alegada responsabilidade nas violências pós-eleitorais que causaram 1200 mortos entre os finais de 2007 e o início de 2008.

Close