Últimas notícias
Conteúdo sindicado
Bancos
O ministro francês da economia, Pierre Moscovici (dir) e seu homólogo alemão, Wolfgang Schäuble (esq), apresentam o projeto de união bancária da UE
20/03/2014 - União Europeia/finanças

Europa chega a acordo sobre união bancária

Após uma maratona de 16 horas de negociações, o Parlamento Europeu e os países membros da União Europeia chegaram a um acordo político sobre um importante ...

A justiça francesa confirmou a pena de prisão em regime fechado para o ex-trader Jerôme Kerviel.
19/03/2014 - França/Banco/Fraude

Trader francês vai para prisão, mas não terá que devolver os € 5 bi que perdeu

A justiça francesa confirmou nesta quarta-feira (19) a condenação do ex-trader do banco Société Générale, Jérôme Kerviel, a cinco anos ...

Debate sobre o pós-troika em Portugal
18/03/2014 - Convidado

Debate sobre o pós-troika em Portugal

Em Portugal perspectiva-se neste momento o fim do programa de ajuda da troika em Maio, e é muito vivo o debate à volta da estratégia a adoptar a seguir, sendo numerosas as vozes na sociedade civil e até em certos quadrantes políticos que têm reclamado numa petição a reestruturação da dívida portuguesa. Um dos assinantes desta carta é o sociólogo português Boaventura Sousa Santos que começa por abordar recentes posicionamentos do presidente Cavaco Silva.

O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, preso na Itália com documentos do irmão morto.
06/02/2014 - Pizzolato/extradição

Em entrevista exclusiva à RFI, advogado de Pizzolato diz que cliente não vai aceitar extradição

A primeira audiência de Henrique Pizzolato diante da Corte de Apelação de Bolonha deve ser marcada nos próximos dias, como explicou seu advogado, Lorenzo Bergami, em entrevista exclusiva à Rádio França Internacional. O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, era o único dos 25 condenados do processo do mensalão foragido no exterior.

Sul-coreanos retiram dinheiro das instituições financeiras que tiveram os dados pirateados.
21/01/2014 - Coreia do Sul/Roubo

Pirataria de dados bancários provoca corrida aos bancos na Coreia do Sul

O roubo de dados confidenciais de mais de 100 milhões de contas correntes e cartões de crédito sul-coreanos provoca uma onda de protestos na Coreia do Sul.

Para continuar crescendo, China deve liberalizar mercado financeiro
24/12/2013 - O Mundo Agora

Para continuar crescendo, China deve liberalizar mercado financeiro

As autoridades chinesas querem convencer o mundo e os mercados que as reformas econômicas anunciadas pelo Partido Comunista em novembro passado são para valer. Elas sabem perfeitamente que não dá mais para manter o crescimento da economia só exportando para os países ricos. Se o mercado de consumo interno não acelerar, o sucesso econômico obtido até hoje pode ir para a cucuia. Mas para que isto aconteça a condição impreterível é a liberalização do mercado financeiro. Acabar com a prática do partido e dos bancos chineses de fornecer crédito a preço de banana para os amigos, as empresas estatais nas mãos dos amigos, e os governos locais controlados por colegas do partido.

Dirigentes da UE debatem a criação da união bancária do bloco
19/12/2013 - Linha Direta

Dirigentes da UE debatem a criação da união bancária do bloco

Em Bruxelas, líderes europeus se reúnem pela última vez neste ano buscando avanços no combate à crise econômica e fortalecendo a imagem política, a seis meses das eleições europeias. A criação de uma união bancária para supervisionar e resgastar bancos em risco de falência está no topo da agenda dos chefes de Estado e governo durante os dois dias de reunião em Bruxelas.

A correspondente em Bruxelas, Leticia Fonseca, explica que na mesa de negociações ainda estão questões como a análise das medidas para o crescimento e emprego, um plano para reforçar a indústria de defesa e a crise na Ucrânia. "Mas a prioridade deste Conselho Europeu será mesmo a criação de uma união bancária que possa supervisionar e resgatar bancos em risco de falência", diz Leticia Fonseca, analisando que a iniciativa é vista como um suporte contra as futuras crises econômicas.

"Alguns governos acreditam que sem a união bancária não haverá fim para a crise nem confiança entre os bancos, o que bloqueia a transferência de dinheiro para a economia real. Poucas horas antes do Conselho, os ministros das Finanças do bloco conseguiram chegar a um acordo que vai permitir criar um mecanismo único de resolução, isto é, de falência organizada dos bancos da zona do euro. Prevista para o início de 2016, a união bancária será aplicada diretamente nos 300 bancos mais importantes da zona do euro e os transfronteiriços. Agora, os líderes devem aprovar o acordo que ainda terá que passar pelo Parlamento Europeu, antes das eleições europeias de maio do ano que vem", observa a correspondente em Bruxelas.

Milhares de australianos lançam ação coletiva histórica contra bancos
05/12/2013 - Linha Direta

Milhares de australianos lançam ação coletiva histórica contra bancos

A ação civil coletiva contra os bancos, a maior da história da Austrália, teve início nesta semana no Tribunal Federal em Melbourne. Ao todo 170 mil clientes entraram na justiça contra os oito maiores bancos do país. O valor total da ação é de 220 milhões de dólares australianos, cerca de R$480 milhões. 

A correspondente da RFI em Melbourne, Luciana Fraguas, explica que os clientes reclamam que as tarifas cobradas por transações acima do limite e atraso no pagamento do cartão são altas demais e não correspondem aos custos reais dos bancos para realizar essas transações.

Lucina conta que o primeiro caso a ir para a justiça foi o dos clientes do banco ANZ, o banco Australiano-Neo Zelandês. Neste começo de semana, 38 mil clientes tiveram a sua primeira audiência.O tribunal vai decidir nas próximas três semanas se as tarifas cobradas pelo ANZ nos últimos três anos são justas ou abusivas.

Os clientes dos bancos esperam com essa ação serem ressarcidos por todo o dinheiro que pagaram em multas que, na visão deles, são ilegais.

Clique acima para ouvir o programa completo.

A futura presidente do FED, Janet Yellen, confirmou que o governo não vai mais socorrer grandes bancos à beira da falência com recursos públicos.
15/11/2013 - Estados Unidos

Moody's rebaixa nota de bancos americanos para refletir risco de falência

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou nesta quinta-feira de um nível a nota da dívida do JPMorgan Chase, Goldman Sachs, Morgan Stanley e Bank of New York Mellon, para refletir um menor risco de apoio do governo dos Estados Unidos em caso de falência desses bancos.

 França: radicalização  à  direita  dos partidos de governo
24/10/2013 - Revista de Imprensa

França: radicalização à direita dos partidos de governo

O caso "Leonarda" adolescente expulsa  de França revela  a oposição  entre  uma esquerda política  e  social  e a  ideologia  esquerdista  que domina alguns sectores da sociedade francesa, não  existe um consenso no seio da UMP partido da oposição no respeitante à  vontade do seu líder Jean-François Copé de modificar a lei da nacionalidade em baseada em França no direito do solo, estrangeiros ou descendentes de estrangeiros célebres contribuiram para o engrandecimento da França do século vinte  e um ,os populismos  prosperam em toda a Europa devido à crise económica e às políticas de austeridade, Angela Merkel acusa Washington de espiá-la , a agência nacional para o emprego tornou-se em França um reflexo dos desempregados sem esperanças, bancos organizam a  evasão de capitais para os países paraisos fiscais, quando Zlatan Ibrahimovic marca o PSG (Paris Saint-Germain) voa.

Close