Angola - 
Artigo publicado em 29 de Maio de 2012 - Atualizado em 29 de Maio de 2012

Vandalização de instalações do partido angolano de oposição CASA-CE

Abel Chivukuvuku, líder da CASA-CE
Abel Chivukuvuku, líder da CASA-CE
DR

Liliana Henriques

Foi vandalizada uma das instalações da CASA-CE, Convergência Ampla de Salvação em Angola, partido político recentemente criado por Abel Chivukuvuku, após a sua saída da UNITA.

De acordo com a CASA-CE, na manhã desta segunda-feira, indivíduos vandalizaram uma delegação do partido num dos bairros de Luanda e retiraram do edifício a bandeira do partido CASA-CE substituindo-a por uma do MPLA, partido no poder.

Isto aconteceu no momento em que o executivo acaba há dias de anunciar a marcação das eleições gerais para o dia 31 de Agosto, tendo sido confirmada a intenção do líder da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, de brigar a presidência da República.

Ao identificar os responsáveis da degradação das instalações da CASA-CE como sendo membros do MPLA, Lindo Bernardo Tito, porta-voz do partido de oposição, indica que vai ser apresentada uma queixa.

Lindo Bernardo Tito, porta-voz da CASA-CE
 
28/05/2012
 
 

Neste contexto de pré-campanha, o reacender de uma certa tensão não tem deixado de preocupar organizações da sociedade civil e partidos políticos, segundo os quais não existem actualmente condições para a realização de eleições justas e livres.

Ao mostrar-se crítico relativamente ao ambiente vigente, Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, refere que o principal partido de oposição tem tentado tecer alertas e recorda o cenário ocorrido aquando das legislativas de 2008.

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA
 
28/05/2012
 
 

 

tags: África - África Lusófona - Angola - Política
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close